Escola SAGA e GNOMON se unem para criar um anova escola nos moldes internacionais. Essa é uma das notícias que mais me deixou feliz neste primeiro semestre de 2011, enfim, teremos uma escola com qualidade equiparável as internacionais. Mas agora, como é dito na matéria, espero mesmo que não seja uma escola apenas para os que podem pagar, e sim, para quem merece estar lá estudando com seu talento.

Reportagem do site da revista Super Interessante:

Escola brasileira de arte digital anuncia parceria com curso de Hollywood

por Ana Carolina Prado 15 de março de 2011

Hollywood está vindo ao Brasil. A Saga (School of Art, Game and Animation), maior rede de escolas digitais do país, anunciou durante o The Union, encontro internacional de computação gráfica que promove nesta terça (15), uma parceria com a hollywoodiana Gnomom School of Visual Effects.

“Fechamos uma sociedade para abrirmos uma escola juntos. Será a primeira escola internacional de arte digital e efeitos visuais na América do Sul”, anunciou Alessandro Bomfim, fundador da Saga. A nova escola, que deve ser inaugurada no primeiro trimestre de 2012, ainda não tem lugar definido. “A Gnomon está vindo fazer avaliações técnicas para definir a cidade. A ideia é receber o Brasil inteiro e, por que não, a América do Sul. Queremos ver qual local atenderá melhor as necessidades dos jovens que virão”, explicou.

Alessandro tem esta parceria como um grande triunfo porque, segundo ele, a escola americana recebe propostas todos os meses, de diversos países, e esta é a primeira vez que aceitam. Alex Alvarez, fundador da Gnomon, explicou o motivo: “Vemos que existem muitas escolas de artes, mas elas se importam mais com o dinheiro do que com a qualidade. A Saga é a primeira que realmente tem uma relação com os alunos. Na América do Sul, poucos jovens têm a chance de estudar numa boa escola se não tiverem dinheiro suficiente”.

Ambas as escolas continuarão a existir. A parceria criará uma nova, voltada para “os melhores dos melhores” artistas do mercado. “A Gnomon tem 350 alunos, a Saga tem 4 mil. A nova escola também terá um número pequeno de alunos que passarão por um processo seletivo feito pela Gnomon”, explicou o brasileiro. A escola americana também dará suporte para melhorar a qualidade de todas as escolas da Saga pelo Brasil.

O formato da escola também ainda não foi definido. “O certo é que pegaremos os melhores cursos da Gnomon e o adaptaremos ao mercado brasileiro. Eles tem 90% de empregabilidade. Vamos manter isto e trazer cursos que se adaptem e fomentem a industria nacional para que possamos competir com grandes indústrias como a Índia e a China e, quem sabe, atingirmos o nível de qualidade de Hollywood”, disse Alessandro.

Professores brasileiros já estão sendo treinados pela escola americana, mas profissionais americanos também deverão vir para cá. “O Neville Page [designer chefe de personagens de Avatar, Tron: o Legado e Star Trek], por exemplo, virá para fechar projetos de turma e módulos do curso”, completa Alessandro.

E não, ainda não se sabe quanto custará para estudar nessa nova escola, nem se ela deverá ser um curso universitário ou livre. Alessandro mostrou interesse em torná-la uma graduação. “O objetivo não é que o mais rico estude lá, mas sim o mais talentoso. Sendo uma graduação universitária, daremos chance ao aluno de buscar ajuda no governo”, disse ele.

O evento The Union, realizado no WTC em São Paulo, trouxe para o Brasil grandes nomes da computação gráfica como Neil Huxley e Neville Page (Avatar) e Stefano Dubay (Homem de Ferro e o Incrível Hulk) para contar experiências e apresentar criações.

Fontes:
3d4all
Super Interessante